Órgãos  históricos em Minas Gerais  

 
 A restauração do órgão da Sé de Mariana, realizada em duas etapas (1977-84 e 2000-2002) serviu como projeto piloto e incentivo para o movimento de restauração e de revalorização dos órgãos históricos em Minas Gerais e no Brasil.

Reinaugurado em 7 de fevereiro de 2009, o órgão da Matriz de Santo Antônio em Tiradentes marca o início de um processo de restauração de diversos instrumentos em Minas, que poderão integrar  brevemente o Circuito de Órgãos Históricos de Minas Gerais. O instrumento construído por Simão Fernandes Coutinho, mestre organeiro da cidade do Porto, em Portugal, começou a tocar em Tiradentes em 1785 e agora, desde a sua restauração é apresentado em concertos regulares todas as sextas- feiras às 20h. 

Estão também em processo de restauração e devem brevemente voltar a soar os órgãos do Museu Histórico de São João del Rei e da Igreja de N. S. do Carmo de Diamantina, instrumentos construídos em Minas Gerais, que nos darão uma pequena idéia da atividade organaria da região na época. 

Museu histórico - S. João del Rei

Museu histórico - S. João del Rei

Ig. N. S. do Carmo - Diamantina

Ig. N. S. do Carmo - Diamantina

  

  

  

Matriz de Sto Antônio - Tiradentes

Matriz de Sto Antônio - Tiradentes