Apresentação

História

Localização

Restauração

Organistas

O Órgão

brasao

Brazão de Arp Schnitger

schnitger02Fazenda onde Schnitger teve a sua oficina em Neuenfelde, na região de Hamburgo

schnitger01Croqui em bico de pena de Arp Schnitger da fachada do órgão da Aa-kerk em Gronningen, Holanda

Arp Schnitger foi um dos construtores de órgãos mais celebrados de sua época. Sua produção, além de ser de altíssima qualidade, também foi extremamente profícua: chegou a trabalhar em cerca de 170 instrumentos entre construções, reformas e ampliações. Exportou instrumentos para vários países da Europa, entre eles Holanda Inglaterra, Espanha, Portugal e Rússia. De todas estas obras nos restaram ainda 30, inteiras ou parcialmente conservadas e em Mariana encontra-se a única delas a estar fora da Europa.

Cronologia de Arp Schnitger

  • Descendente de uma família de marceneiros de olzwarden,
    Oldenburg. Primeiros registros sobre a família a partir
    de 1600. O nome veio provavelmente da profissão: entalhador, Schnitzer, Schnitker, Schnitger.
  • Filho do mestre Arp Schnitger e Catarina Schnitger. O pai, mestre marceneiro, trabalhou pelo menos na construção de caixas de Órgãos (registros de 1650).
  • Em 1662 com 14 anos começou o aprendizado de marcenaria com o pai, além disso freqüentou um ginásio, pois tinha conhecimentos da língua latina( exemplar de livro em latim encontrado na sua biblioteca).
  • A partir de 1666 transferiu-se para Glückstadt, Holstein (então Dinamarca) para aprender o ofício de organeiro com o primo Berendt Huss. Glückstadt era um grande centro cultural comparável a Hamburgo na época. Permaneceu 5 anos como aprendiz e depois como responsável pela oficina(capataz) até a morte de Huss(1676).
  • Como aprendiz de Huss participou da construção dos órgãos de St. Cosmae e St. Wilhaldi em Stade e concluiu o instrumento de St. Wilhaldi após a morte do mestre a pedido da viúva do mesmo. Foi designado como curador dos bens da viúva. O Órgão de St. Wilhaldi foi destruído por um raio em 1727.
  • Com 29 anos abre uma oficina em Stade como mestre independente.
  • Em 1665 casa-se com Gertrud Otte torna-se proprietário
    de uma casa em Neuenfelde, nas proximidades de Hamburgo.
  • Executa muitos trabalhos na região de Stade e seguindo a tradição da época, para a construção de um instrumento,
    toda a oficina se mudava para o local, uma vez que o órgão era praticamente construído dentro da igreja, desde a caixa até os tubos, passando pelos foles.
  • Em 1682 muda-se para Hamburgo onde após o pagamento de uma taxa faz o juramento de cidadão. Provavelmente essa mudança definitiva para Hamburgo foi motivada pela construção do órgão de St. Nikolai.
  • Dos 5 filhos do 1º casamento (três homens e duas mulheres) 3 tornaram-se organeiros. Dois deles estabeleceram-se em 1720 em Zwolle e foram responsáveis pela construção de vários instrumentos na Holanda, entre outros St. Laurenskerk em Alkmaar.
  • Em 24 ou 25 de julho de 1719 morre Arp Schnitger em Neuenfelde.
  • 1729 morre Franz Caspar Schnitger e em 1734 Hans Jürgen Schnitger.
  • A tradição de Schnitger continua através de Albert Hinsch na Holanda, que casou-se com a viúva de Franz Caspar e continuou a dirigir a oficina.
  • Em 1796 Franz Caspar o Jovem (neto de Arp) entra em sociedade com o organeiro Freytag e essa firma continuou existindo até 1860.

schnitger03

Altar da igreja em Neuenfelde, na região de Hamburgo onde Schnitger morou e teve a sua oficina. Para a igreja do vilarejo ele construiu um órgão e como recompensa teve o direito decolocar o seu brasão no altar, ao lado direito do púlpito.